KPK2Hhj5UkSIa3o72PiwS9LUl6ygVUjz2RLkJGNRGhs
Search
  •    

Lançamento de produto: o guia completo para a empresa

O lançamento de produto é motivo de entusiasmo para muitos gestores e colaboradores. Afinal de contas, todos querem fazer parte de algo que pode impactar positivamente o mercado e transformar a empresa em referência no seu ramo de atuação.

Porém, trata-se de um processo complexo e que deve ser cercado de cuidados, pois são muitas as variáveis envolvidas, como expertise da equipe, ações de marketing, agilidade no cumprimento de tarefas, qualidade dos prestadores de serviço, entre outras.

Pensando em todos esses fatores, elaboramos este guia especial para que você possa conduzir o seu lançamento de forma adequada. Confira!

Faça análises de marca e mercado

A avaliação do estado atual de uma marca tem como objetivo definir o ponto de partida dentro de uma estratégia de marketing. Isso é feito por meio de uma avaliação do presente da empresa, contando com a percepção dos clientes em relação ao negócio e com a visualização otimizada dos dados do setor como um todo.

Existem diversas formas de verificar e analisar o valor da sua marca e é essencial se concentrar nas relações com seus públicos interno e externo. É importante notar que essa análise se relaciona diretamente com o conceito de Brand Equity, que define que quanto mais forte a imagem da empresa, maior o seu valor e a percepção no mercado.

Para aumentar a precisão da análise, podemos elencar alguns fatores que influenciam na análise interna da marca. É possível perceber como ela é reconhecida por meio dos seguintes valores:

  1. conhecimento, isto é, o quanto as pessoas que trabalham em sua companhia compreendem os objetivos da sua marca;

  2. comprometimento com valores e diretrizes;

  3. capacidade de adaptação às oscilações do mercado;

  4. nível geral de proteção ao negócio.

Depois, é hora de trabalhar com os fatores externos que influenciam a sua marca. Isso é delimitado pela percepção geral das pessoas acerca do seu negócio e isso é definido por alguns elementos significativos:

  1. autenticidade da marca como um todo;

  2. conjunto de valores que a caracteriza;

  3. relevância no cotidiano dos consumidores;

  4. presença geral da marca no mercado;

  5. diferenciação em relação à concorrência;

  6. consistência da marca em relação às expectativas.

É esse tipo de análise, englobando fatores internos e externos, que vai ajudá-lo a conhecer de forma mais precisa o perfil do público-alvo que você deseja atingir. Isso é feito tanto pela perspectiva quantitativa, que mensura a quantidade estimada de oportunidades no mercado e o volume de clientes, quanto pela opção qualitativa, que define o perfil geral do consumidor em potencial, estilo de vida, faixa etária, entre outros.

Vamos ver adiante como essa análise também facilita o entendimento geral das atividades desenvolvidas pela concorrência. É possível visualizar as ações utilizadas por esses competidores para identificar as oportunidades para criar produtos que explorem os seus próprios insights e se tornem um diferencial no mercado.

Por fim, a análise de marca viabiliza uma perspectiva mais completa dos fornecedores disponíveis para otimizar todo o funcionamento da companhia. Afinal de contas, esses profissionais vão ter um papel importante no lançamento de um novo produto no mercado e uma perspectiva melhor do rol de fornecedores para otimizar o trabalho a ser realizado pela sua empresa.

Faça uma pesquisa de mercado e de concorrência

O ato de empreender se relaciona diretamente com encontrar oportunidades de negócio e implantar soluções que auxiliem as pessoas a resolverem seus problemas cotidianos de forma mais eficaz. Desse modo, os profissionais que identificam as demandas latentes e desenvolvem produtos de acordo com isso saem na frente.

Para desenvolver soluções adequadas com produtos específicos e oportunos, é necessário pesquisar o mercado e a atuação dos concorrentes.

A seguir, vamos conhecer algumas ações indicadas para cumprir esses objetivos.

Investigue seu nicho

De acordo com o nicho de mercado que você pretende explorar com determinado produto, é necessário realizar uma pesquisa para visualizar as soluções que ainda não foram devidamente exploradas pela concorrência.

Um exercício simples pode ser feito e repassado aos demais colaboradores: pense em todas aquelas vezes em que você pesquisou por um tema na internet e obteve dados incompletos ou, até mesmo, nenhuma informação. Certamente há um produto que pode ser criado para preencher essa lacuna de forma inovadora.

Conheça a oferta e demanda pelo seu produto

Várias tecnologias já existem para realizar a pesquisa de oferta e demanda que a solução que você está desenvolvendo pode suprir. Uma das ferramentas mais conhecidas para esse fim é o Google Trends, já que ele identifica e analisa o número de buscas por certos termos, englobando buscas nacionais e fora do nosso país.

O Google Trends ainda proporciona a opção de comparar duas palavras-chave e identificar qual dos dois elementos tem mais pesquisas registradas. Caso deseje uma mensuração ainda mais precisa, é possível visualizar a evolução das buscas nos últimos meses, o que vai informar as tendências mais fortes do mercado.

Isso é especialmente valioso porque, por meio dos indicadores, será bem mais fácil identificar se as tendências encontradas são passageiras ou indicam um caminho que ainda pode ser explorado por meses ou anos.

Outra ferramenta do Google, o Adwords, oferece o Keyword Planner, uma funcionalidade que permite a visualização de pesquisas dos termos que o interessam no momento. Além disso, você ainda consegue avaliar a busca dos concorrentes por determinados anúncios.

O Planner ainda proporciona uma lista que mostra termos similares àqueles buscados e os valores exatos de buscas realizadas por eles. Assim, fica mais fácil encontrar palavras-chave mais específicas a partir de termos mais genéricos.

Identifique a concorrência

É essencial descobrir quem são os seus principais concorrentes e o que andam desenvolvendo ultimamente. Além disso, durante a pesquisa, é uma boa ideia solicitar as opiniões dessas pessoas sobre esses competidores.

Desse modo, será mais fácil se diferenciar em mercados acirrados. Além disso, mapear as informações colhidas vai ajudar a marca a descobrir o melhor posicionamento em suas estratégias de marketing e no estabelecimento da reputação geral da empresa.

Além de gerar vantagem competitivas em relação aos concorrentes, será possível descobrir e explorar funcionalidades que ainda não foram plenamente exploradas. Uma simples pesquisa de concorrência pode acabar gerando o insight necessário para gerar o produto que vai transformar a sua companhia em uma referência perene.

Ao pesquisar os hábitos da concorrência, você ainda será capaz de determinar pontos estratégicos de venda para o seu produto, principalmente áreas que não são contempladas por outras companhias.

Em vez de comercializá-lo somente pela internet, por exemplo, é possível agilizar a entrega e tornar a sua mercadoria mais conhecida ao posicioná-la em diversos pontos físicos não explorados pelos competidores.

Defina um teste de produto e uma pesquisa qualitativa

As boas ideias são imprescindíveis para iniciar todo o processo de desenvolver um novo produto, mas não são o suficiente. Realizar o teste direto do produto e uma pesquisa qualitativa sólida são ações essenciais para incrementar o lançamento.

A pesquisa e o teste vão ajudá-lo a economizar tempo e dinheiro, já que são estratégias mais precisas que meros palpites e intuição de empreendedor. Essas iniciativas vão se certificar de realizar todas as correções necessárias antes de colocar seu produto no mercado.

Ao realizar essas duas ações, você vai descobrir, enfim, se a ideia é realmente relevante para os consumidores e ainda conseguir pistas importantes sobre o público-alvo do produto. Além disso, você ainda vai identificar os pontos fortes e as falhas dos concorrentes.

Entendendo o teste de produto

Essa ferramenta é um tipo de estudo de mercado com o objetivo de avaliar determinados produtos e serviços. Para coletar informações, amostras são enviadas a consumidores em potencial e pesquisas de mercado são realizados com essas pessoas. Além disso, sondagens nas redes sociais são, também, importantes para colher dados valiosos.

O teste deve ser realizado na concepção da identidade inicial do projeto. Assim, será mais fácil estimar a aceitação no mercado e junto ao público. Conforme os feedbacks vão sendo recebidos, torna-se possível realizar mudanças e adaptações de acordo com as questões mais urgentes levantadas pelos usuários, sem deixar de lado os valores da empresa.

Cada produto exige cuidados diferentes ao ser testado, o ambiente deve estar sempre o mais neutro possível para não interferir nos resultados. Por isso é importante realizar testes com profissionais que entendem e têm experiência no assunto.

Iniciando a pesquisa qualitativa

A pesquisa qualitativa é, basicamente, levantar dados para gerar valor e vantagem competitiva ao negócio. Ela se concentra em colher informações mais subjetivas e em profundidade. Também leva em consideração uma análise mais ampla, se preocupando menos em mensurar ou quantificar dados, ao contrário da opção quantitativa.

Essa pesquisa é conduzida de um modo mais exploratório, em que os entrevistados são estimulados a opinar de forma livre. Para iniciar, uma boa medida é descrever, em linhas gerais, o que é o seu produto. Explique apenas o suficiente para que as pessoas entendam a utilidade e as funcionalidades gerais da sua solução, mas sem revelar todo o conceito com riqueza de detalhes.

Isso é importante para que o entrevistado não se prenda a todas as funcionalidades do projeto e esqueça as suas próprias opiniões. Ao descrever o produto de forma mais genérica, fica mais fácil gerar insights espontâneos, que podem servir como matéria-prima para funcionalidades ainda não pensadas.

É importante notar que muitas pesquisas qualitativas são conduzidas por meio de grupos focais. Essa técnica de marketing consiste em reunir um grupo de pessoas para debater um determinado assunto, com a intermediação de um moderador. Essa interação é valiosa para quem quer colher muitas opiniões de uma vez só, em vez dos tradicionais questionários.

Muitos gestores costumam conduzir essa entrevista já na fase final de desenvolvimento, para que não corram o risco de que os detalhes vazem para a concorrência. Porém, é preciso considerar que, os resultados das pesquisas podem apontar diversas mudanças a serem feitas e, como o produto já estará em estágio avançado de criação, pode ser complicado aplicar as alterações e ainda respeitar os prazos.

Avaliando a aceitação do produto

Após explicar o seu produto, mostrando um plano geral das funcionalidades e benefícios, é hora de descobrir o que as pessoas pensam sobre a solução desenvolvida. Embora a pesquisa qualitativa priorize opiniões mais livres, em vez de escalas quantificáveis, é uma boa ideia utilizar as chamadas perguntas de escala para facilitar a avaliação.

Uma boa forma de mensurar a aceitação é atribuir notas a adjetivos específicos. Assim, é possível pedir que o entrevistado escolha até três deles para descrever o seu produto. A escala vai de 1 a 10, sendo que os adjetivos mais entusiasmados se aproximam do topo, naturalmente. É possível, ainda, solicitar justificativas para as notas.

A boa notícia é que é possível recorrer à tecnologia para obter dados igualmente precisos: por meio de ferramentas como o Big Data, as opiniões emitidas pelos entrevistados podem ser colhidas e cruzadas. Isso vai resultar em informações mais acertadas, pois essa solução digital vai conseguir reunir as opiniões mais comuns.

Conheça o perfil de compra do consumidor

Para desenvolver um perfil mais preciso do seu público-alvo, é uma boa medida complementar a pesquisa qualitativa com o desenvolvimento de personas. São personagens criados a partir de pesquisas com pessoas reais para representar os compradores ideais, auxiliando na construção de ações direcionadas de marketing.

Vamos supor que você deseja desenvolver um software para automatizar os processos de uma instituição financeira, fazendo com que os colaboradores tenham mais tempo para se dedicar a tarefas mais relacionadas às atividades-fim da empresa em que trabalham.

Nesse caso, a sua persona dificilmente será um usuário que não se interessa por finanças ou soluções tecnológicas. Portanto, ela deve ser desenvolvida de acordo com uma aproximação do perfil geral de pessoas envolvidas com o setor financeiro e que ainda perdem tempo com tarefas repetitivas.

Conhecer as pessoas que vão se beneficiar diretamente da utilização do produto é essencial para conduzir uma estratégia precisa e otimizar os resultados. É aí que entram as personas: para compreender os problemas enfrentados por um conjunto similar de pessoas e desenvolver soluções de acordo com essas necessidades.

Pensando no público-alvo do seu produto, é importante desenvolver um questionário de pesquisa para descobrir mais sobre essas pessoas. Assim, é preciso pesquisar hábitos, necessidades, preferências e desejos desses clientes em potencial.

Com as informações em mãos, é hora de procurar padrões de comportamento e personalidade para traçar personas mais assertivas. No fim, essas representações terão nomes e características próprias. Com essas figuras em mente, será bem mais fácil seguir com o seu lançamento.

Além de coletar informações demográficas comuns, como idade, localização, ocupação e gênero, é preciso conhecer mais profundamente os interesses desses compradores e o que os motivaria a investirem em uma nova solução.

Estruture um plano de marketing

É possível encontrar todo tipo de informação na internet. Com essa quantidade elevada de dados na rede, fica mais difícil divulgar o seu produto sem uma estratégia diferenciada.

Em vez de simplesmente divulgá-lo em uma rede social e esperar que as pessoas se interessem sem mais estímulos, é necessário apostar em vários canais para conseguir maior alcance. Vamos, agora, apresentar formas diversas de tornar seu produto mais conhecido.

Redes sociais

Elas são impossíveis de ignorar, já que a grande maioria das pessoas acessa a internet justamente para checar suas redes sociais. E isso não significa somente o Facebook, mas até mesmo o YouTube, pois os vídeos são uma ótima fonte de divulgação.

As redes sociais são fundamentais para gerar expectativa e despertar o desejo dos clientes em potencial. Porém, é necessário tomar alguns cuidados básicos, como evitar conteúdos polêmicos e dosar bem as publicações, uma vez que muitos usuários podem antipatizar com a sua empresa se forem submetidos a muitas divulgações em sequência.

A publicidade paga também pode aumentar o seu alcance geral nas redes sociais. A maioria das redes tem ferramentas próprias para segmentar de forma mais efetiva o público-alvo, o que vai ajudá-lo a economizar tempo e poupar trabalho na hora de criar e implementar os anúncios.

Ações interativas

Além de apresentar o seu produto, é uma ótima ideia criar meios para que as pessoas possam interagir com eles. Assim, concursos culturais e premiações são formas de criar engajamento e um relacionamento especial com as pessoas.

Marketing de conteúdo

As formas de atrair visitantes em sua página evoluíram. O marketing de conteúdo com a capacidade de criar artigos com conhecimento relevante potencializa as formas pelas quais as pessoas passam a interagir com a sua empresa.

Ao produzir conteúdo rico e que ofereça respostas a questões relacionadas ao seu ramo de atuação, você atrai visitantes que pesquisam esses assuntos nas ferramentas de busca. Ao encontrar artigos de alto nível em seu site, a tendência é que as pessoas procurem saber mais sobre quem está oferecendo aquele material, o que vai gerar maior engajamento no lançamento de produtos.

Google Adwords

Mencionamos anteriormente o Keyword Planner, uma das funcionalidades do Google Adwords. Disponível para todos que têm uma conta de Gmail, essa ferramenta de anúncios do Google utiliza determinadas palavras-chave para fazer com que o seu anúncio chegue a todas as pessoas que pesquisam um termo específico ou similar às especificações do seu produto.

Como resultado, essa ação atrai usuários qualificados diretamente para a sua página de vendas. Com o funcionamento similar de um leilão, o contratante faz um lance por uma determinada palavra-chave, mas só realiza o pagamento quando as pessoas realmente clicam nos anúncios.

O valor do lance faz a diferença, mas a qualidade dessa publicidade e a página de destino são fatores igualmente relevantes para o Google. Ele analisa todos esses elementos e define o posicionamento da sua página nos resultados da busca, garantindo que a pessoa só visualizará conteúdos relevantes para ele. Dessa forma, é possível reforçar ainda mais a importância do seu produto.

Mas não é necessário se prender somente ao Google, embora a gigante do Vale do Silício seja, de fato, a líder do setor. Porém, redes de anúncio como Bing e Taboola têm seus usuários fiéis e o alcance que podem gerar, mesmo menor, vai garantir resultados significativos para a sua estratégia de lançamento, além de cobrarem menos pelo clique.

Influencers e webinars

Se você se interessa por uma estratégia mais agressiva de divulgação, os influenciadores digitais podem ser solicitados para auxiliar seu lançamento. Essas pessoas, que operam, de modo geral, pelo YouTube e pelo Instagram, contam com uma base grande de seguidores.

Essa ação pode ser especialmente eficaz se a audiência regular desse influenciador coincidir com a faixa etária do público do produto que será lançado. Outra boa estratégia é a utilização de webinars, que geram uma base importante de leads engajados.

O webinar é uma espécie de seminário online, geralmente transmitindo ao vivo, sobre um assunto específico. Ele possibilita que você reúna especialistas no assunto e os seus desenvolvedores para transmitirem ao público os benefícios do produto e contarem um pouco mais sobre o processo de criação.

Estabeleça uma parceria sólida

Reservamos uma ótima notícia para o final deste texto: é possível contar com a ajuda da tecnologia de ponta para trilhar todos esses passos. Isso pode ser feito por meio de uma parceria com profissionais de alto nível para ajudá-lo a gerar os melhores resultados no lançamento do seu produto.

É possível contar com a ajuda de uma empresa de tecnologia especializada em soluções digitais aplicadas diretamente à pesquisa, turbinando as suas buscas e a construção de uma estratégia geral de divulgação e lançamento.

Esses profissionais vão disponibilizar plataformas exclusivas e o auxílio de uma equipe com muita experiência e credibilidade no mercado. Dessa forma, será possível entregar inteligência de marketing, independentemente do segmento em que você atua.

Como vimos neste texto, todo o processo de lançar um produto requer muito trabalho e expertise. Porém, com o auxílio de soluções digitais e experientes prestadores de serviço, fica bem mais fácil traçar todo esse caminho.

É essencial entender que o lançamento de produto é um momento especial na história da companhia e pode determinar o estabelecimento do seu negócio como uma referência para o mercado como um todo. Assim, é preciso tratar cada procedimento com cuidado e dedicação, além de contar com as melhores ferramentas e parceiros disponíveis.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre como otimizar suas pesquisas e estratégias de marketing? Então, não hesite em entrar em contato conosco para conhecer o nosso trabalho!

0 views

© 2019 by Radar Pesquisas.

Av. Pedroso de Morares, 677 15°And - Conj.152

CEP 05419-000 - Pinheiros - São Paulo - SP

 

E-mail: radar@radarpesquisas.com.br

Somos filiados á ABEP

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon